Elopement – 3 vantagens da tendência pós-COVID nos casamentos

Um casamento a dois já não é sinónimo de Las Vegas ou de uma cerimónia digna de um romance de domingo à tarde, numa praia paradisíaca. Na verdade, o chamado Elopement Wedding, um casamento intimista só para os noivos, é uma tendência crescente em todo o mundo, inclusive em Portugal, que tem vindo a ganhar força, após o escalar da pandemia. Hoje, partilhamos consigo 3 vantagens desta modalidade, que primeiro estranha e depois entranha, em que os noivos são as jóias da coroa de um momento que é feito só por eles e só para eles. 

O que é um Elopement Wedding? 

Se no passado este conceito estava relacionado com a fuga de dois apaixonados para um casamento em segredo, hoje, o Elopement Wedding, cuja definição mais direta em português é “casamento a dois”, entrelaça vários princípios que muitos casais valorizam: a intimidade, a proximidade, a descrição, a informalidade e a simplicidade. 

Esta celebração carateriza-se por ser restrita no número de pessoas, contando apenas com os noivos (mais um ou outro convidado, em alguns casos) e os profissionais que orientam, operacionalizam e registam um dia de sonho vivido com máxima emoção. 

Sabemos o que está a pensar: “mas e os convidados?!”

 É importante levar em consideração que esta modalidade de casamento exige (como qualquer outra) que os noivos estejam na mesma página no que diz respeito a expectativas, vontades e sonhos em relação ao dia C. Se sempre se imaginou a percorrer o corredor de uma igreja bem recheada de amigos e familiares, ou a casar no civil com direito a um copo d’água com pista aberta all night long, então esta não será a opção mais viável. 

 

Por outro lado, se está confortável com uma cerimónia mais privada, onde você e o seu par estão no centro do desenrolar deste conto de fadas, então talvez seja algo a analisar, sobretudo numa altura em que, por motivos conhecidos por todos, os casamentos mais tradicionais estão condicionados. 

Já temos a sua atenção? Então seguem 3 vantagens deste tipo de casamento: 

I) Intimidade e privacidade numa bolha de amor

Os Elopements são momentos de grande intimidade e proximidade entre os noivos. Por estarem apenas da presença um do outro – e de um número muito restrito de convidados/profissionais – por norma, estas cerimónias são pautadas por muita emoção, cumplicidade e à vontade. Os nervos continuam lá, segundo consta, mas são vividos com maior serenidade e disposição para relaxar.

II) Uma brisa na carteira! 

Vamos meter as cartas na mesa: um casamento a dois reduz muito (muito mesmo!) as despesas que, habitualmente, fazem parte de uma cerimónia de casamento. 

Há coisas de que, idealmente, não deve abrir mão num Elopement e nas quais poderá investir mais, como um vestido que a faça sentir bem, uma equipa de fotografia e vídeo que lhe registe o dia de sonho para a eternidade, uns sapatos que a conduzam até ao seu companheiro de aventuras da forma que merece: autêntica e confortável. 

O alívio na carteira permitir-lhe-á fazer apostas mais ousadas, como por exemplo, personalizar a sola dos seus sapatos com uma mensagem bem especial e única. 

III) Segurança em tempos incertos

Para quem viu o seu sonho adiado por conta da COVID, o Elopement pode ser uma solução a pensar. São muitas as empresas de organização de casamentos que estão a adaptar as suas realidades para novas formas de dar o nó, condizentes com o momento em que vivemos. Se não quer abrir mão da sua data especial, analise esta hipótese e, quem sabe, poderá fazer uma grande festa mais para a frente, já com a aliança no dedo e uma memória inesquecível a dois para partilhar. 

Quer esteja a planear um casamento em grande ou uma cerimónia mais privada, a And I Wonder tem a solução perfeita para os seus sapatos de sonho, personalizados exclusivamente para si e com detalhes pensados a seu gosto. 

Poderá espreitar algumas das opções em https://shop.andiwonder.com/ e agendar uma visita (presencial ou online) com uma Shoe Advisor que a ajudará a tomar decisões! 

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *